24 julho 2009

SEGUINDO A VERDADE


“Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros. Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo...” Ef. 4:25 e 4:15.

Quanto mais conhecemos a Deus, percebemos como Ele se agrada daqueles que crêem em Sua verdade! Hb.11:6 dirá que “sem fé é impossível agradá-lo”. Então o contrário disto também é verdadeiro. Deus se agrada daqueles que crêem n´Ele.

O texto acima diz sobre “seguir a verdade”. O que é exatamente a verdade?

Esta é fácil de responder. Jesus é a Verdade! Em Jo. 14:6 Ele mesmo diz: “Eu sou o Caminho, a VERDADE, e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim”. E em Jo. 1:1 diz que Jesus é o VERBO de Deus, ou seja, a PALAVRA de Deus.

Então isto significa que:

VERDADE = JESUS
PALAVRA = JESUS

Concluímos então que a Palavra de Deus tem um objetivo: Nos mostrar Jesus que nos leva de volta ao Eterno Propósito de Deus, como nós já lemos em João 14:6.

Assim, compreendemos que a Palavra de Deus é o que sustenta todas as coisas! Tudo o que precisamos está na Palavra de Deus, porque é a voz do próprio Deus falando ao nosso coração! Se estamos nas mais diversas dificuldades, é na Palavra de Deus que encontraremos passos práticos para vencer às lutas. Se estamos desconsolados, na Palavra de Deus encontraremos consolo!

É necessário que em nós haja uma firme decisão como dito em Hb. 2:1: “Por esta razão, importa que nos apeguemos com mais firmeza às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos”.

Desta forma, estaremos agradando a Deus e vivendo de forma correta o Seu chamado para nossas vidas.

Por isso Abraão foi chamado o “pai da fé”. Porque “esperou contra a esperança” (Rm. 4:18.). Acabou tornando-se o “pai de muitas nações”.

Contra tudo isto, nos deparamos com a mentira. O que é a mentira então? A mentira é tudo que se opõe à Verdade, à Palavra de Deus!

Exemplo:

Se pecamos, confessamos e pedimos perdão, é certo que Deus nos perdoa! O que diz a palavra em 1ª Jo. 1:9? “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”.

Porém, nem sempre a nossa consciência concorda com isto! Ela nos diz que pecamos e que Deus está muito irado conosco! Mas Deus não é assim. Deus repudia o pecado, mas não o pecador! E todo pecador arrependido, em Cristo Jesus é COMPLETAMENTE PERDOADO! Não é maravilhoso isto? E a isto chamamos GRAÇA! Obviamente que uma vez arrependidos, não devemos permanecer no pecado. Porém se no caminho houver algum tropeço, o Pai é sempre o primeiro a querer a nossa total restauração.

Não é uma questão de sentir! É uma questão de crer! Deus é quem assina embaixo! Se Ele disse que é assim, assim é!

E para crer mais e mais na Sua palavra, precisamos nos encher dela. Isto também tem um nome: RENOVAÇÃO DE MENTE! Significa que eu rejeito tudo o que a minha mente de velho homem diz, e começo a me apegar a toda verdade absoluta de Deus.

Deste modo, se assim procedermos, seremos aqueles que agradam a Deus! Que privilégio, não é verdade?

Samir Machado
fonte: adorar.net

22 julho 2009

MÚSICAS BELAS, CORAÇÕES HIPÓCRITAS!


“E ele (Jesus), respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Marcos 7.6).

No texto de Marcos 7.6, constatamos que os fariseus cometiam o pecado do legalismo. Isto quer dizer que eles substituíam com palavras e práticas externas as atitudes internas requeridas por Deus oriundas do “novo nascimento”. Eles falavam palavras sábias e agiam como pessoas justas, mas sua motivação não partia do desejo sincero de obedecer e agradar a Deus. Neste episódio, os fariseus foram chamados hipócritas, isto é, atores, fingidos religiosos, dissimulados. Era assim que Jesus freqüentemente os considerava.

Ainda nos falta sensibilidade e discernimento para detectarmos o terrível erro do legalismo dentro de nossas igrejas. Se olharmos atentamente para os nossos atos de adoração, constataremos sem empecilhos a presença de exageros, mentiras, declarações inconseqüentes etc. Um bom começo é olhar as músicas que estão sendo cantadas. Já foi dito que as canções que entoamos nos cultos são por demais fantasiosas. Muitas falam de coisas que dificilmente serão postas em prática. São promessas que não serão cumpridas, declarações que não são verdadeiras, pedidos que não representam a vontade de Deus etc. Vamos citar um clássico exemplo. Responda-me com sinceridade: Você poderia viver perfeitamente o que a música abaixo o força a prometer?:

Eu nunca desanimarei, Eu nunca deixarei de confiar em Ti, Sempre estarei em oração Senhor, Minha fé nunca será abalada...

Será que quando um cristão canta esta música, ele está ciente das lutas, tribulações e dúvidas que enfrentará? Será que o cristão continuará firme em oração até o final de seus dias? Será que manterá a promessa de persistir em oração por toda a sua vida? Outro exemplo:

Vivemos em total comunhão, Aqui não existe mágoa, rancor, tristeza, Porque somos totalmente unidos, No amor de Cristo...

Será que estamos preparados para entoar canções como estas em nossas igrejas, sem que um ou outro irmão cante de forma enganosa? Será que realmente não existe mágoa ou tristeza no Corpo de Cristo? Vivemos realmente em total comunhão?

Caro leitor, vale dizer que o problema maior não é as músicas que cantamos, mas a vida que levamos. Isto porque em muitas ocasiões nossa vida não sustenta as palavras que cantamos, ou o sermão que pregamos. É aí que mora o perigo; é aí que está o real problema.

Evidentemente creio que fazemos isto não porque desejamos conscientemente enganar a Deus. Contudo, às vezes falamos a Deus aquilo que achamos que ele quer ouvir, e não o que realmente está em nosso coração. Sem dúvida alguma isso é um tipo de engano. Por isso estes questionamentos acima são extremamente sérios e devem ser tratados com atenção e reflexão. Não estou dizendo que devemos parar de cantar tais tipos de músicas, mas digo que devemos ensinar e ajudar nossos irmãos a viverem os ensinamentos cristãos que estamos cantando.

Às vezes, quando cantamos, oramos ou pregamos, estamos fazendo promessas a Deus sem perceber. Contudo, muitas dessas promessas nunca serão cumpridas. Quantas delas já foram esquecidas? Neste ponto devemos tomar cuidado! Quando lemos o livro de Deuteronômio, vemos que Deus não se agrada deste tipo de atitude:

Quando fizeres algum voto ao Senhor teu Deus, não tardarás em cumpri-lo; porque o Senhor teu Deus certamente o requererá de ti, e em ti haverá pecado. (Deuteronômio 23.21)

O capítulo 30 de Números deixa claro que Deus requeria do seu povo o cumprimento das promessas feitas a Ele. Deus fez os israelitas verem a seriedade de um voto ou promessa, e mostrou que a falsidade, a mentira e a hipocrisia não têm lugar entre o Seu povo. Que esta lição possa valer para nós atualmente!

ÚLTIMOS DIAS NA TERRA



Nos dias atuais, estamos sendo privilegiados por Deus, pois temos acompanhado e certamente participado do cumprimento de diversas profecias, proferidas a séculos e referentes aos "tempos do fim". É visível o que Deus tem feito, bem como, a ação do homem e do diabo, transformando em realidade a Palavra Bíblica.

E nestas coisas, o nosso coração deve exultar-se. A alegria precisa estar estampada em nossas faces, pois o Senhor vive e cumpre a sua Palavra. É certo que muitos discordam desta afirmação, é lamentável o fato, mas poucos têm-se deixado mover pelo Santo Espírito, tornando-se em homens insensíveis e duros de coração. No entanto, o homem espiritual em tudo se alegra e glorifica o nome do Senhor.

Vejamos alguns fatos que nos leva a esta conclusão:

É uma unanimidade a afirmação que o tempo está "voando", os dias passam-se de uma forma violentamente rápida. Dá-nos a impressão que a hora não se compõe de 60 minutos e este de seus exatos 60 segundos.
E nesta mesma rapidez a humanidade caminha na estrada da destruição, é uma realidade triste, mas, encontra-se predita a quase dois milênios.

Paulo escreveu em 64 dC uma carta a Timóteo e afirma:
"Nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis; pois os homens serão egoísta, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobediente aos pais, irreverentes, não amarão ao próximo, serão duros, caluniadores, sem domínio próprio, violentos, inimigos do bem, traidores, atrevidos, amarão mais os prazeres do que a Deus." (2 Timóteo 3.1-4)

O que temos visto não é idêntico as palavras de Paulo?
É a violência que anda cada dia maior, já não há segurança. A vida perdeu o seu valor, mata-se por qualquer futilidade. A imoralidade; a prostituição que tem destruído a juventude; homossexualismo que ganha cada dia mais destaque e torna-se normal na sociedade; O amor ao próximo já não existe e as coisas desta terra são mais importantes na vida, do que servir a Deus, amá-lo.

A política, uma vergonha! Tornou-se sinônimo de desonestidade e mentira. São homens que se deixam em sua maioria, guiar-se por toda sorte de feiticeiros, alimentando-se de mentiras ditadas pelo diabo. Salomão disse: "Quando um governador dá atenção a mentiras, todos os seus auxiliares acabam se tornando maus." (Pv 29.12) E por conseqüência a nação sofre e definha-se. É uma prática antiga os governantes buscarem no espiritual a direção para seus governos. Porém fazem tal qual fez Saul e o fim destes é semelhante.

O diabo tem usado de todos os artifícios e meios possíveis para destruir a humanidade, escravizando-os através do álcool e terríveis drogas; e sob seus efeitos o homem tem realizado barbaridades, além da destruição de sua própria saúde e por conseqüência a vida.

O reino do diabo tem se estendido, abrangendo todas as áreas possíveis, tem estado praticamente em todas as coisas. Há uma religião para cada gosto e sinais poderosos acontecem, testemunhando a favor do inimigo, mostrando que tem poder. (veja: Mt 24.24) É a mão do maligno semelhante a um grande manto, que aos poucos vai cobrindo toda a terra. Será o tempo que o servo de Deus, não poderá comprar, mesmo dispondo de dinheiro. Você já olhou como os produtos (alimentos, limpeza, vestuários, etc.) estão sendo consagrados ao inimigo? Veja o nome do produto ou fabricante de diversos tipos de arroz, biscoitos, sabão, roupas etc. É impressionante a quantidade que trazem nomes de divindades ou são fabricados por empresas que tem nomes de deuses, ídolos. E há ainda os que são mais explícitos, não escondem sua procedência. Infelizmente o coração duro e insensível não tem dado o devido valor a estas coisas, e o destruidor tem estado dentro dos lares, alojado por direito em guarda-roupas, dispensas, armários, capas de caderno, revistas, etc.

Há também os cristãos que ostentam em seus lares quadros, estatuetas, imagens (inclusive de animais e bonecas), cristais, pokêmons e uma lista gigantesca de porcarias consagradas aos demônios. Não terão sucesso em sua vida com Cristo. É tempo de fazer uma faxina nos lares, e destruir tudo aquilo que não tem uma procedência boa. O diabo é mais sagaz do que muitos pensam, e usa de pequenas portas (brechas) para alcançar seu objetivo de morte.

Os meios de comunicação e seus comunicadores, estão cada dia mais abertos para as revelações das trevas. Um bom exemplo é a TV, praticamente todos os canais mantém em sua programação um "feiticeiro" que orienta as pobres e incautas almas.

A música, quase em sua totalidade é consagrada aos demônios, são pactos feitos em terreiros, igrejas e outros canais demoníacos . É o sucesso conseguido com a venda da vida ao maligno. É triste, mas muitos têm aplaudido esta situação, mesmo autodenominando-se cristãos.
É a prova que o fim está muito próximo, e que o maligno está agindo o mais rápido possível para conseguir alcançar o seu objetivo. Seja atento às ciladas do diabo e não permita em Nome do Senhor que ele entre em sua vida.


Elias R. de Oliveira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 renata massa